segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O que é um casamento feliz?

Oi, meninas!

Ontem alguém me perguntou como é que meu marido e eu conseguimos manter um casamento à distância, se junto já é tão difícil, como é que fazemos pra manter o amor, o respeito, a fidelidade e a ordem numa relação que sobrevive de apenas 10 dias de contato x 120 de ausência (sim, ele mora fora do país, mais precisamente na Líbia, e somente após 4 meses é que volta ao Brasil). Eu fico no Brasil dividindo meu tempo com o trabalho, os estudos, a casa, as filhas (temos 3 mocinhas) e a igreja. Fora os compromissos sociais...

Bem, como nós estamos nessa realidade há 2 anos, eu não tive dificuldade de responder.

Somos amigos.

Amizade. Palavra estranha para um casamento, não é? A pessoa que ouviu isso não gostou muito da minha resposta, acho que ela esperava que eu falasse de diálogos picantes pelo msn ou de streepteases ardentes através da webcam. Mas não. Não é isso que mantém o nosso casamento tão bem estruturado e nem a nossa família unida.

O que nos mantém unidos é a amizade verdadeira, aquele sentimento que nos leva a mover-nos para o mesmo lado, a querer as mesmas coisas para aqueles a quem amamos, que nos faz esperar um pelo outro, que nos faz olhar para o alvo, que é Cristo.

Recentemente, diante de um problema superado (porque problemas existem, o diferencial se dá pelo jeito como você encara eles), eu pensei:
"Nós vencemos porque, apesar da distância, eu estou olhando pra vc, e vc pra mim. E juntos, olhamos pra Cristo."

A família alicerçada em Jesus produz amor e cuidado. Vontade de se amar cada vez mais. Paz e sossego. Repetindo as palavras do meu primo Valter, diácono da Igreja Batista de Paudalho - PE: "na nossa casa, a paz é tão palpável que dá sono"... Eu costumava rir do meu primo diante dessas palavras acerca do seu casamento, mas agora posso desfrutar da Paz de Deus na minha união, e realmente, minhas amigas, dá pra sentir.

Não sou perita em qualquer tipo de relacionamento que seja, mas senti o desejo de dividir com vocês sobre o que eu tenho aprendido nesses últimos anos sobre o meu casamento.

Independente de qualquer coisa, escolhi amar a Deus e ser feliz. Só isso. Está dando certo.

Beijos, meninas!
Fiquem bem.


9 comentários:

  1. Oi, Aninha!
    Obrigada pela visita!
    Vim ler as novidades!
    Bom domingo!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Olá
    manda o link pra ele sim rs
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Ana,

    Ao ler o seu post, antes mesmo de terminar, eu pensei: Só pode ser Deus, na vida deles.
    E tudo foi confirmado ao ler o restante.
    Sem ele, nada somos.
    Em situações bem diferentes, pois eu moro na Nova Zelândia, e minha família e amigos no Brasil.
    Só depois de um ano e meio que tive a visita do meu irmão com sua família e um de meus netos, durante 21 dias.
    Não é fácil viver longe das pessoas que amamos. Assim como não é fácil pra você, não é fácil para seu esposo também. Mas quando entregamos nossa vida nas mãos do Senhor, encontramos forças.

    Obrigada pela visita, e voltarei para ler os seus post.

    Graça e paz!

    ResponderExcluir
  4. Ana!
    Que post maravilhoso me identifiquei muito com ele, pois tbém tenho uma casamento felis, não brigamos, somos amigos, muito amigos, sempre digo pro meu marido que ele é meu melhor amigo, amo-o demais!!!
    Parabéns pela sua sabedoria, vinda de Deus com certeza! E tbém obrigada por suas palavras, me fez chorar, vc não imagina como eu estava precisando ouvir o que vc me disse, bj no seu coração linda, Jana.

    ResponderExcluir
  5. Que bonito Ana!
    Realmente só com muita amizade e respeito um casamento sobrevive, seja junto ou à distância.

    Uma ótima semana!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ana, de fato a amizade é fator essencial no casamento (no amor, melhor dizendo) pq traz com ela cumplicidade, lealdade e sinceridade. São alicerces fortes para superar a ausência. Acho engraçado qdo algumas pessoas dissociam amizade do amor entre um homem e uma mulher...Se há química, gostos semelhantes, etc, mas não há amizade, é uma relação amorosa incompleta.

    Que Deus abençoe a sua família!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana,que bom ter vc no meu blog!
    Melhor ainda saber q vc gostou e olha eu tbm estou amando conhecer o seu blog,conhecer um pouco mais de vc. Tbm sou da igreja Batista aqui em Divinópolis e qdo li seu post eu te entendi perfeitamente,pq eu tbm sou assim com meu marido. Somos grandes amigos e Cristo é nossa fortaleza.
    Abraço carinhoso e fique na paz do Senhor.
    Cris.

    ResponderExcluir
  8. Nos dias de hoje com tudo banalizado,o amor "descartável" casais se casando já pensando em se separar, é bom ouvir isso. Saber que o amor e a família quando são baseados no amor de Cristo superam todos "esses males dos tempos mordernos."
    Que Deus continue abencoando seu casamento e sua família.

    ResponderExcluir
  9. Bom demais saber que mesmo nos tempos do "amor descartavel", de casais já se casando, pensando na possível separação futura, ainda há esperança, ainda há o verdadeiro amor.
    Que Deus continue abencoando seu casamento e sua familia.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada por vir e por comentar!
Beijo e fique bem!